BRASIL Açúcar, nosso amigo da onça

BRASIL  Açúcar, nosso amigo da onça
Antoninho Ricardo Sabbi Antoninho Ricardo Sabbi
05/04/2017 16:42:03 hs

Evitar o açúcar é impossível. É doce, é gostoso e funciona como um calmante emocional. Está em tudo o que é bom: doces, balas, refrigerantes, sorvetes, produtos industrializados. Tem alto valor energético e estimula a produção de serotonina, hormônio que regular o humor. Uma droga barata, abundante, não precisa ser injetada, fumada ou aspirada para provocar efeitos calmantes e sublimes, dando sensação de prazer profundo e intenso. Por isso nossa sociedade é viciada em açúcar.

 

É claro, ele tem seu lado benéfico. É a forma mais rápida de obtermos glicose, um componente essencial para o funcionamento do cérebro, da retina e dos rins. A falta de glicose (hipoglicemia) causa dor de cabeça, vertigens, fraqueza e desmaios. A glicose ainda auxilia na proliferação das bifidobactérias e dos Lactobacillus sp., que compõem a flora intestinal e impedem o crescimento de bactérias nocivas como a Escherichia coli, o Clostridium e outras.

 

Não há nada de errado em consumir o açúcar. Errado é o seu excesso. Grandes quantidades aumentam a presença de glicose no sangue. Para a glicose ser aproveitada pelas células, é preciso a ação da insulina produzida no pâncreas. E o açúcar em excesso dificulta à insulina fazer o seu trabalho: faz com que ela deixe grande quantidade de glicose no sangue, sem ser aproveitada pelas células.

 

O corpo reage negativamente ao alto consumo do açúcar. No começo, o pâncreas tende a produzir mais insulina para normalizar as taxas de glicose no sangue. Depois ele começa a não dar conta de tanta demanda. Com o tempo, a produção da insulina entra em falência parcial, que vai aumentando aos poucos, até que o hormônio deixa de ser produzido.

 

Não havendo insulina, a glicose aumenta no sangue (hiperglicemia). E isso é o que chamamos de diabetes, cujas consequências são muitas e graves. Entre elas, problemas no sistema nervoso, no aparelho cardiovascular, nos olhos e nos rins. Resultado: doença, muito sofrimento e um importante encurtamento da vida.

 

O diabético não consegue usar todas as calorias do excesso de glicose, as quais sobram e são armazenadas em forma de gordura (triglicerídeos). Surge a obesidade, que provoca insatisfação com a aparência e leva a doenças graves como a hipertensão e as cardiopatias.

 

Não é fácil evitar o açúcar. As situações do cotidiano nos obrigam a consumi-lo. Em cada festa há montes de guloseimas, refrigerantes, sorvetes, bolos, doces e sobremesas. Tudo com muito, muito açúcar. Como não ficar com vontade? O brasileiro é o maior consumidor de açúcar do mundo. Seu consumo está no imaginário coletivo e associado às nossas melhores lembranças: aniversários, casamentos, festas de fim de ano, comemorações...

 

Impossível viver sem o açúcar. Mas nem é preciso. O que é necessário é traçar uma fronteira e limitar o consumo somente a ocasiões especiais. Seu futuro e sua saúde vão agradecer. O futuro não tarda a chegar; às vezes, com menos saúde. O açúcar nos adoça, fascina e alicia, porém é o nosso amigo da onça.

Leia também

A poeira que mata

A poeira que mata
  O amianto é uma fibra mineral. Possui propriedades impressionantes de resistência a altas temperaturas, funciona como um bom isolante, é flexível, durável, não é comburente (inflamável) e resiste ao ataque de ácidos.     Serpentinas (amianto branco) e...

O Dia Nacional de Combate ao Fumo

O Dia Nacional de Combate ao Fumo
  É o dia 29 de agosto. Criado em 1986 pela Lei Federal 7.488, a primeira norma brasileira de regulamentação do tabagismo. É a oportunidade de pensar na saúde e nos malefícios do tabaco.     A década de 1980 ficou marcada pelo maior registro de percentual de fumantes no...

Sua saúde no inverno

Sua saúde no inverno
  O inverno acaba de chegar. Há pessoas que gostam e há as que o detestam. Muitas vezes com motivos para isto. É que existem doenças que se agravam no inverno. O frio aumenta a frequência de infarto. As dores de coluna, a artrite, a artrose e até a fibromialgia também pioram com as baixas...

Infecção urinária

Infecção urinária
A infecção urinária é uma doença frequente que acomete adultos e crianças. Costuma ocorrer 25% mais no verão e é bastante comum   nas mulheres a partir da puberdade. Está muito ligada a problemas de higiene íntima e também à baixa imunidade. Todavia...

Um dia sem fumar? Adote esta ideia!

Um dia sem fumar? Adote esta ideia!
Um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos, revisado por mais de 70 especialistas, foi publicado em janeiro deste ano. Ele conclui que o hábito de fumar elevará os seis milhões de óbitos atuais provocados pelo fumo para oito...

Diabetes

Diabetes
Diabetes é uma doença que assusta. Há muitos mitos e desinformação sobre ela. Há quem tenha a doença sem saber. E os que sabem, não raramente, têm pouco conhecimento sobre como conviver com ela; desconhecem como controlá-la corretamente e por que surge a...

Pré-diabetes

Pré-diabetes
Pré-diabetes é uma situação clínica que precede o diagnóstico do diabetes tipo 2. O corpo começa a dar sinais de elevação da glicose (açúcar) e da insulina no sangue. Os exames de sangue começam a acusar elevação da glicemia, indicando que o...

Os cistos mamários

Os cistos mamários
As mamas são órgãos do corpo feminino que recebem forte influência dos hormônios do ovário, tanto do estrógeno como da progesterona. Estas substâncias interferem na formação e funcionamento das mamas e têm relação com o surgimento dos cistos...

A vitamina D

A vitamina D
A vitamina D é um hormônio. Tem ação importante na manutenção do tecido ósseo. Ela regula a concentração nele do cálcio e do fósforo. Mas não é sua única função. Ela atua em mais de 30 tecidos diferentes do corpo e tem...

A cápsula do câncer

A cápsula do câncer
No início dos anos 90, num laboratório do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP), a fosfoetanolamina chamou atenção do químico e coordenador do laboratório, Gilberto Orivaldo Chierice. A substância diminuía o volume de tumores induzidos em camundongos....

Dia Mundial de Combate ao Câncer

Dia Mundial de Combate ao Câncer
A luta contra o câncer é diária, mas a Organização Mundial da Saúde escolheu a data de 8 de abril como Dia Mundial de Combate ao Câncer. O objetivo é chamar a atenção de todos os governos do mundo e do público em geral para a importância dessa doença, que...

Osteoporose

Osteoporose
A osteoporose é o resultado da descalcificação progressiva dos ossos. É uma condição que se caracteriza pela diminuição da densidade óssea e aumento do risco de fraturas. Os ossos são compostos de uma matriz na qual se depositam complexos minerais com cálcio. Estão...

A milagrosa fosfoetanolamina

A milagrosa fosfoetanolamina
Cancerologistas de todo o país estão sendo questionados sobre a nova droga que cura todos os tipos de câncer. Na realidade, eles já estão familiarizados com questionamentos similares sobre os mais diversos tipos de tratamentos miraculosos do câncer, que vão desde garrafadas medicinais, vacinas,...

O melanoma

 O melanoma
As férias chegaram. É tempo de praia e piscina. Sem esquecer-se do trabalhador que enfrenta o Sol quente por necessidade de profissão, é tempo de pensar no câncer de pele. Cerca de 27% de todos os tumores malignos ocorrem na pele. É o câncer mais frequente e causa pouca mortalidade, porque é...

Dezembro Vermelho

Dezembro Vermelho
Outubro é rosa, novembro é azul, dezembro será vermelho. A Assembleia Mundial da Saúde, em 1987, com apoio da ONU, escolheu 1º de dezembro como o Dia Mundial de Combate à AIDS. A intenção era reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as...